Como é o curso de Direito?

O Curso de Direito é um “queridinho” para quem busca um curso superior. Só para ilustrar, o censo do MEC da Educação Superior de 2017 registrou mais de 800 mil matrículas em todo o País naquele ano.

Sem dúvida, isso pode ter relação com o grande número de carreiras que o profissional do direito pode optar após a sua formação.

Mas e o que é importante de saber antes de entrar no curso?

Por que eu fiz direito?

A minha escolha para o curso não teve relação diretamente com o mercado. Eu nunca tinha tido contato próximo com um profissional da área, e acabei optando pelo direito a partir do conselho do meu tio, que disse:

“Se entre as suas opções está o Curso de Direito, faça Direito. Porque mesmo se você não trabalhar na área, o curso vai te acrescentar muito”.

Na época esse meu tio, que já tinha se formado em direito, atuava profissionalmente em uma área totalmente diversa: Tecnologia da Informação.

O conselho foi certeiro, me fez decidir cursar direito e é a principal razão pela qual eu indico o curso. É uma graduação que acrescenta na vivência como cidadão.

Informações sobre o curso

Pra quem está pensando em ingressar, vou deixar aqui algumas informações sobre o curso:

Qual é a duração da faculdade de direito?Em média 5 anos
Qual o tipo de formação que o curso dá?Bacharelado
Qual é a área de conhecimento do curso?Ciências Sociais Aplicadas

Características

O Curso de Direito é na sua maior parte teórico, por isso falar que o estudante de direito tem que ler muito, é a mais pura verdade.

Embora as matérias oferecidas variem de faculdade para faculdade, a regra é que o curso comece bastante teórico e a prática vá aparecendo conforme o curso avança.

No primeiro ano do curso as matérias básicas da grade são filosofia, sociologia, ciência política, história do direito. Logo após o segundo ano, é comum que apareçam algumas matérias mais específicas como direito penal, direito civil, direito constitucional, direito do trabalho.

Em algumas faculdades a prática aparece em forma de matéria dada em sala de aula. São espécie de laboratórios que os professores levam casos práticos para serem estudados.

O contato com a prática também acontece através do estágio em Núcleos de Prática Jurídica, como são chamados os escritórios mantidos pela instituição de ensino em que os alunos atuam em casos reais com a supervisão de professores.

E, além disso, a prática pode ser vivenciada desde o começo, através de estágios não obrigatórios em escritórios, empresas ou órgãos públicos para atuar.

Principais Carreiras

São diversas as carreiras em que o profissional do direito pode atuar, mas eu fiz uma lista das principais e algumas informações gerais.

Advogado

No fim do curso, para exercer a profissão é necessário a aprovação no Exame de Ordem. Após, já será possível exercer a profissão.

Juiz de Direito

São diversas possibilidades de exercer a profissão como magistrado. Você pode trabalhar em órgãos da Justiça Estadual, Federal, Militar ou do Trabalho. Você precisa ter três anos de prática jurídica e ser aprovado em um concurso público.

Promotor de Justiça ou Procurador da República

O Promotor de Justiça e o Procurador da República são representantes do Ministério Público. O Promotor de Justiça atua nos Ministérios Públicos estaduais e o Procurador da República atua no Ministério Federal. Você também precisa ter três anos de prática jurídica e ser aprovado em um concurso público.

Defensor Público

A carreira de defensor público existe tanto no nível estadual quanto federal, sendo chamado de Defensor Público da União. O acesso se dá através de Concurso Público.

Delegado de Polícia

A carreira de delegado pode vinculada à Polícia Civil, que é estadual, ou à Polícia Federal. Da mesma forma, para entrar na carreira é necessário a aprovação em concurso público e em alguns casos há a exigência de prática jurídica.

Procurador de Município, Procurador de Estado, Procurador Federal ou Advogado Geral da União

O profissional que atua nessas carreiras trabalha como advogado público. É ele quem entra com ações em nome do Município, do Estado ou da União. O acesso à carreira é através de Concurso Público. Algumas exigem experiência.


Existem muitas outras carreiras em que o profissional pode atuar, mas para falarmos mais sobre cada uma delas, o ideal é falar sobre cada uma em um post próprio.

Por isso, conheça nossas redes sociais, acompanhe nossas postagens, curta e compartilhe o nosso conteúdo e também participe!

E você?

Afinal, por que você pensa em fazer direito ou por que escolheu direito? Conte nos comentários!

Deixe uma resposta